Lista telefônica

O canto do sapo-martelo - Jornal Cruzeiro do Vale

O canto do sapo-martelo

22/01/2016

Nesta época do ano, é muito comum ouvirmos o canto do sapo-martelo, conhecido também como sapo-ferreiro ou sapo-lata dependendo da região. Eles possuem este nome devido a seu coaxar, que lembra um martelo batendo contra uma lata.

Contudo, a espécie é uma perereca da família Hylidae. O macho canta no período de reprodução para atrair as fêmeas.

Possuem uma ampla distribuição do nordeste do Brasil até a Argentina. Em nossa região, os sapos vivem em áreas da Mata Atlântica, sempre às margens de lagoas e brejos. Nestes locais, os machos constroem os ninhos em formato de uma pequena piscina. Assim que o macho o constrói, põe-se a coaxar, a espera da fêmea que vem e inspeciona o ninho, podendo ou não aprovar. Os ovos (em torno de 3.000 a 4.000) são postos dentro da piscina, onde os girinos passam seus primeiros dias e ficam grudados numa película de gel, na superfície da água.

Além do canto de anúncio, utilizado para atrair a fêmea, existem cantos territoriais, com intuito de afastar outro macho que tenha invadido seu território. Outro canto que geralmente podemos ouvir é o chamado canto agonístico, caracterizado por coaxos altos, emitidos em resposta à perturbação ou contra predadores.

Sapos, rãs e pererecas: qual a diferença?

Chamamos de sapos os anfíbios que possuem a pele áspera coberta por glândulas e verrugas. As rãs são as espécies que apresentam a pele lisa e vivem em ambientes aquáticos (algumas utilizadas na alimentação humana). Já as  pererecas são animais de pele muito fina que geralmente possuem hábito arborícola, graças à presença de discos adesivos (ventosas) na ponta dos dedos.

 

Edição 1733

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.