Jornal Cruzeiro do Vale - Notícias de Gaspar e região | Santa Catarina

Jornal Cruzeiro do Vale

Gaspar, 03 de setembro de 2015

Prefeitura de Ilhota corta despesas

Data: 03/09/2015

ilhotaprefGG.jpg

Salários do prefeito, vice-prefeito, secretários e cargos comissionados serão reduzidos em 10%


A Prefeitura de Ilhota aderiu à onda de reduções de despesas nas administrações municipais e também decidiu diminuir custos. A principal medida é a redução de 10% dos salários do prefeito, do vice-prefeito, dos secretários e de todos os cargos comissionados. Com a mudança, o vencimento do prefeito Daniel Bosi, por exemplo, deve passar de cerca de R$ 8.000 para R$ 7.200. Já os salários dos secretários caem de aproximadamente R$ 3.500 para R$ 3.150.

Além disso, as gratificações por exercício de função diferenciada serão diminuídas em 50% e os servidores estão proibidos de exercer horas-extras, com exceção de motoristas da Secretaria de Saúde, de Educação e operadores de balsa. Ainda assim, para essas funções o pagamento de horas-extras será limitado a 50%, o que exceder esse limite será creditado em banco de horas.

As mudanças fazem parte de um decreto já publicado e passaram a valer na quarta-feira, dia 3. Segundo o texto, as medidas valem até o dia 31 de dezembro deste ano, mas podem ser prorrogadas. Segundo a secretária de Administração de Ilhota, Tatiana Reichert, a expectativa do município é economizar cerca de R$ 120 mil por mês, totalizando quase R$ 500 mil até dezembro. "Tomamos essas medidas em razão da situação em que se encontra o país. Há pelo menos dois meses estamos sentindo reduções nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios, FPM, e, entre agosto de 2014 e agosto de 2015, tivemos cerca de 10% de diminuição nos recursos do ICMS. Então decidimos por essas medidas para garantir o bom andamento dos trabalhos, sem que os serviços municipais fiquem prejudicados", afirmou. Confira abaixo outras mudanças anunciadas pela prefeitura na tarde dessa quinta-feira, dia 3:



- Os chamados telefones funcionais serão recolhidos e redistribuídos somente a funções essenciais;

- A concessão de diárias também será suspensa, com exceção dos motoristas da Secretaria de Saúde;

- Pagamentos referentes a cursos e treinamentos também serão suspensos, assim como novas locações de veículos (serão mantidos apenas os dois veículos atualmente locados);

– A concessão de férias ou pagamento de férias em abono pecuniário fica restrita a situações excepcionais, pré-analisadas e pré-deferidas pela chefia imediata;

– Suspensão de pagamento de licença-prêmio, exceto para fins de aposentadoria.

– Suspensão de novas nomeações de cargos de livre nomeação e exoneração.

Edição: 1714

Imprimir!  

Compartilhe/Guarde este conteúdo.O que é isso?

Indique este conteúdo 
 
 
 


1 comentário(s) neste conteúdo.

Maicon Stiehler
03/09/2015 às 17:05
Tá na hora de gente por aqui criar vergonha na cara e aderir a redução também !!! Vereador um salário mínimo já tava bom e prefeito no máximo uns 5 mil mensais!!!
Deixe seu comentário

Os comentários estão sendo moderados, portanto, seu comentário não será exibido no ato do envio.

 
 
Seu e-mail não será divulgado.

 
Seu telefone não será divulgado.


 

Leia também...


    Para buscar frases exatas utilize aspas duplas. Ex.: "polícia de gaspar"

    Todos os direitos reservados © 2015 | Editora Cruzeiro do Vale - Sede: Cel. Aristiliano Ramos, 441 - 1o andar
    Telefone Comercial: (47) 3332-4259 | Telefone Redação: (47) 3332-9060 | Fax: (47) 3332-9060 | by softd