Lista telefônica

Como tecnologias de controle podem garantir a segurança das empresas - Jornal Cruzeiro do Vale

Como tecnologias de controle podem garantir a segurança das empresas

02/06/2017 09:14
Por Cristiano Felicissimo - diretor de Pré-Vendas da Seal Telecom

Você já pensou se empresas, bancos e universidades não tivessem o controle de pessoas que entram e saem de seus estabelecimentos diariamente? Esta falha na segurança pode deixar a porta aberta para problemas simples como indivíduos sem registro transitando pelo ambiente, até aos mais graves, como furtos e desvios de informações. Desafio para as empresas, a segurança pessoal e patrimonial pode ser resolvida com o auxílio de soluções tecnológicas como o sistema de controle de acesso, um dos métodos mais utilizados para garantir o monitoramento de espaços corporativos.
Com o propósito de assegurar o fácil e simples acesso às pessoas autorizadas e impedir a entrada das não permitidas, essa solução também consegue controlar e organizar o fluxo de pessoas que transitam pelo local, incluindo horários e a finalidade da visita, por meio de processos de autenticidade, autorização e auditoria.

Implementadas em lugares com grande fluxo de pessoas e com acesso restrito, as ferramentas de controle de acesso estão disponíveis no mercado em diferentes modulações para atender de forma customizada às necessidades de empresas, de acordo com o segmento de atuação, perfil de público e quais áreas serão monitoradas.

Um bom exemplo é a solução de biometria. Principal método utilizado em bancos, é considerada um dos meios mais seguros por reunir características biológicas únicas dos seres humanos, classificando corretamente quase que 100% das pessoas, composta por um sistema antifraude que identifica rapidamente as tentativas de impressões digitais falsificadas. Este sistema permite a autenticação do indivíduo por meio de reconhecimento facial, de voz, de escrita, impressão digital ou ainda leitura da íris.

Segundo pesquisa realizada pela consultoria Tractica, o controle de acesso por biometria deverá movimentar US$ 15 bi até 2024. Considerado um dos métodos mais seguros e eficazes, pode ser aplicado em empresas de diferentes segmentos e portes - desde academias e universidades - até órgãos governamentais.

Outra solução de controle que garante confiabilidade e se mostra muito prática é a Near Field Communication (NFC). Trata-se de uma tecnologia que permite a comunicação entre dois dispositivos apenas pela aproximação. Além dos documentos de identificação, acredito que grande parte das pessoas não saem mais de casa sem seu smartphone, certo? E é por meio desse dispositivo que essa tecnologia atua. Um executivo pode chegar ao seu edifício de trabalho e apenas aproximar o seu celular do equipamento e então a catraca será liberada – processo que otimiza tempo e mostra a preocupação da empresa com a inovação.

E o esquecimento das chaves do escritório não será mais um problema - por meio de smartphones, o acesso a locais trancados será autorizado e, ao passar pela catraca de entrada, os computadores identificarão que você está presente, garantindo que estejam ligados quando você chegar a sua mesa. Parece coisa de ficção científica, mas já existem companhias que adotaram essas ferramentas e viram sua produtividade avançar frente a concorrência.

Cada vez mais as tecnologias passam por processos transformadores e, quando falamos em segurança e em controle de acesso, estima-se a coalizão entre o cartão de identificação – amplamente utilizado por empresas - com a biometria, permitindo que o indivíduo possa ser identificado também por sua digital, por exemplo.

Dessa forma, além de garantir a segurança de pessoas, veículos e materiais, o controle de acesso pode gerar dados que contribuem para a expansão do negócio e aumentam a agilidade no resgate de informações, além de contribuir com o pilar sustentabilidade da companhia, já que os métodos não utilizam papéis e são projetados visando a economia energética.

 

Edição 1803

Comentários

Deixe seu comentário


Seu e-mail não será divulgado.

Seu telefone não será divulgado.